Saúde e Beleza

Como deve ser feita a limpeza de um hospital

Como deve ser feita a limpeza de um hospital

Todo mundo, desde profissionais até pacientes, precisa saber como deve ser feita a limpeza de um hospital. Para quem trabalha lá, esse conhecimento é essencial para poder cumprir o seu trabalho. Já para quem está doente, saber dessas coisas ajuda a perceber se a equipe do hospital está falhando nessa área e a tranquilizar caso esteja tudo certo com a limpeza.

Agora com a pandemia do novo coronavírus, o número de internações aumentou consideravelmente no Brasil. Além do ritmo normal de situações que necessitam de uma internação, ainda tivemos UTIs inteiras completamente cheias com pacientes infectados com Covid-19. Além disso, a doença abriu uma nova problemática: como ela é amplamente contaminante, ou seja, como é muito fácil ser contaminado por ela, os hábitos de limpeza tiveram de ser reforçados.

Quer saber como deve ser feita a limpeza de um hospital? Então siga a leitura abaixo!

Como deve ser feita a limpeza de um hospital em 4 pontos

1. Tenha cuidado com a aplicação de produtos de limpeza

O primeiro ponto para ter em mente na hora de limpar partes de um hospital é ter cuidado com a aplicação de produtos de limpeza. É importante pensar em dois pontos aqui: garantir a eficácia total deles e reduzir danos a pacientes ou a outras pessoas.

No primeiro caso, é importante pensar que não basta somente aplicar o produto. É importante fazer uma fricção com um pano de microfibra limpo para garantir que todas as gotículas com germes, bactérias e vírus foram eliminadas da superfície do inox hospitalar.

Já no segundo caso, tenha cuidado em como cada produto químico funciona. A ideia é evitar que esses químicos incomodem os pacientes, pois podem causar reações alérgicas.

2. Use panos e roupas limpas a cada limpeza

Uma das maiores preocupações na hora de fazer uma limpeza hospitalar é evitar a contaminação cruzada. Isso significa evitar que germes e bactérias de um lugar viagem para outro.

Uma das maneiras de fazer isso é sempre usar roupas e panos limpos a cada limpeza. Por exemplo, se a pessoa fizer a limpeza do Quarto 101, então o ideal é usar novos equipamentos na hora de fazer a limpeza do Quarto 102. Nunca reutilize os mesmos panos, pois eles podem levar germes de um lugar para o outro.

3. Siga à risca as instruções dos produtos de limpeza

Quando fazemos a limpeza em casa, é normal só aplicar os produtos e pronto. Se parece limpo, “está limpo”. No entanto, apesar disso funcionar em residências, em hospitais a exigência é um pouco maior. Por isso, é essencial seguir à risca as instruções de uso dos produtos de limpeza.

Isso garante a eficácia daqueles produtos e os resultados prometidos por eles. Dessa forma, o hospital fica mais limpo e protegido.

4. Trabalhe das áreas mais limpas para as mais sujas

Um erro comum feito em limpezas é começar o processo do lugar mais sujo para o mais limpo. A sensação de progresso é maior. No entanto, em um hospital isso pode ser perigoso. A limpeza do quarto do paciente mais doente pode deixar panos, roupas e outros equipamentos da equipe de limpeza mais sujos. Isso facilita a contaminação cruzada.

Portanto, o ideal é partir dos mais limpos e menos contaminados para os mais sujos e perigosos. Isso evitará o risco de levar germes de um lugar para outro.

Agora que você já sabe como deve ser feita a limpeza de um hospital, já pode verificar se essa limpeza vem sendo feita adequadamente ou não. Com isso, se você for de uma equipe hospitalar, poderá garantir melhores cuidados para os seus pacientes. Já se você for um paciente ou parente de um, poderá garantir se o time responsável está fazendo a sua função do jeito certo.

E aí, gostou do conteúdo? Então compartilhe-o nas suas redes sociais!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.