CNPI: entenda o que faz um analista certificado pela CNPI

Entenda mais sobre a CNPI

Para atuar no mercado financeiro e inclusive ter uma carreira de sucesso, é preciso adquirir o conhecimento e certificações adequadas para o segmento de atuação como, por exemplo, no mercado financeiro o certificado CNPI.

CNPI é a sigla para Certificado Nacional do Profissional de Investimento. Esse documento é considerado obrigatório pela CVM, para exercer as funções de analista de valores mobiliários.

Nesse artigo você vai poder conferir sobre a importância desse certificado e quais são as principais funções de um profissional, que possua essa capacitação comprovada. Conheça a Pro Educacional, referência em curso CNPI.

O que é CNPI e qual é a sua importância

Através da Apimec o profissional que deseja ou já trabalha diretamente, com a análise de valores mobiliários, pode conseguir o certificado CNPI.  

Com a realização e aprovação dos exames será possível obter esse certificado, para adicionar conhecimento às suas qualificações profissionais.

São três fases da prova que deverão ser realizadas, para que você complete essa fase com sucesso.

  1. CB (Conteúdo Brasileiro);

Prova realizada para todos os inscritos com 75 questões de múltipla escolha. Os assuntos são relacionados com o sistema financeiro nacional envolvendo ainda, questões sobre o mercado de capitais, renda fixa, mercado de derivativos e outros.

  1. Fundamentalistas;

Na segunda fase da prova serão cobradas 72 questões, de assuntos como análise e avaliação de ações, finanças corporativas, contabilidade financeira e análise dos relatórios financeiros.

  1. Analistas técnicos.

Também com 72 questões você terá na prova assuntos como análise técnica, Dow, Elliott e Fibonacci, Retas, Tendências e médias móveis, Stop, Suporte e resistência além de volume e contratos em aberto.

Assim que obtiver o resultado da prova, será possível obter o seu certificado CNPI. Adicionando ao seu currículo, você poderá ter melhores chances no mercado de trabalho assim como, crescimento profissional especialmente se você já trabalha na área financeira.

Para obter essa certificação, é necessário investir um valor aproximado de R$495,00 segundo informado pelo site InfoMoney.

No ano de 2018 cerca de 452 profissionais da área financeira conquistaram o certificado, para melhorar a capacitação profissional.

Ter essa certificação trará ao profissional atuante, a tranquilidade e permissão para divulgar as recomendações e análises sobre determinadas empresas para terceiros, com a segurança necessária para transmitir as informações adequadas.

É preciso saber que para diferentes cargos, as especializações também são diferenciadas e independentes.

Nesse caso, existe além da CNPI a CNPI-T para técnico e CNPI-P para pleno.

Existe grande diferença entre os analistas que possuem a CNPI para técnico, ou pleno especialmente, nas atividades que cada profissional realiza.

Um dos principais objetivos de obter essa certificação, é elevar o padrão dos profissionais da área, para que tenham a possibilidade de atingir o nível dos analistas internacionais de investimentos.

Profissionais de diferentes áreas podem realizar a prova e garantir o certificado. Confira abaixo:

  • Administração de Recursos;
  • Consultoria;
  • Análise e Pesquisa Financeira;
  • Investment Banking;
  • Finanças Corporativas;
  • Administração de Riquezas;
  • Relações com Investidores;
  • Vendas e Operações nos Mercados Financeiros e de Capitais.

Além de profissionais atuantes nessas áreas, qualquer pessoa que deseje tornar um investidor profissional também pode fazer essa prova desde que, já possua ensino superior.

Por que um analista deve ter a CNPI

Os profissionais da área financeira que desejam conquistar cargos melhores em grandes empresas como, bancos de investimento e instituições financeiras necessitam do Certificado Nacional de Profissional de Investimento.  

Um profissional de análise de investimentos, tem como principal atividade entregar ao seu gestor ou gestores em alguns casos, as informações adequadas para que o responsável, possa tomar as decisões corretas.

Essas informações irão embasar as ações que deverão compor as carteiras dos clientes, pelo qual o gestor é responsável.

Para entregar corretamente essas informações, é preciso ter o conhecimento e a experiência necessária para elaborar os relatórios de análise que são destinados a publicação, divulgação e distribuição, podendo ser para clientes ou não.

Tendo em vista que é grande a importância e funções realizadas por este profissional, ao longo dos tempos tornou-se necessário comprovar que uma pessoa tem os conhecimentos e aprofundamento técnico adequado, para entregar essas atividades com a qualidade necessária.

Para conseguir analisar e entregar informações de qualidade para o gestor ou cliente, o analista de investimentos, precisa ter o conhecimento técnico necessário e saber como avaliar outros fatores como, por exemplo, natureza econômica, política, geográfica e fenômenos da natureza, que podem influenciar diretamente os investimentos da empresa.

Através do exame aplicado pela APIMEC (Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais), é possível realizar a prova conforme, apresentado anteriormente.

Para tornar o cargo do colaborador mais profissional e conseguir acompanhar corretamente as atividades realizadas, o analista deverá seguir ainda o código de conduta da entidade pela qual recebeu o credenciamento, evitando assim situações em que o interesse pessoal venha a reger as atividades que precisam ser desenvolvidas pelo profissional.

Não basta apenas realizar e ser aprovado no exame. É necessário ainda pagar uma taxa pela manutenção do certificado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *